Livros para cada faixa etária: um guia para não errar neste Natal

Você quer que seus filhos, sobrinhos, afilhados etc. tenham contato com a literatura desde cedo e, por isso, quer presentear com livros? Isso é ótimo! Tem alguma dúvida sobre que livros dar para cada faixa etária?

Deixe-me adivinhar: você também quer que a leitura seja interessante e esteja de acordo com a personalidade da criança. A variedade de títulos que vemos por aí é tão grande, não é?

Saiba que já há uma indicação de público para praticamente todos eles. Dá para tomar isso como ponto de partida, mas a verdade é que não há uma regra sobre o que é para essa ou aquela idade.

Afinal, toda literatura é bem-vinda, inclusive aquelas consideradas adultas. Para não errar neste Natal, confira aqui algumas dicas sobre os livros indicados para cada faixa etária. Veja também o que esperar de cada uma delas.

De 0 a 2 anos

O bebê ainda está aprendendo o significado das palavras, mas escuta tudo o que as outras pessoas dizem. Mesmo assim, já explora o mundo por meio dos cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato.

Os sons e as figuras coloridas e que se mexem chamam a atenção. Por isso, os livros que permitem construir um enredo somente com as imagens são uma boa ideia. Se tiver animais, então, nem se fala!

Normalmente, os livros para essa faixa etária são menores, leves e fáceis de manusear. Eles podem ser cartonados, de plástico ou de tecido, além de ter bordas arredondadas.

Os desenhos e as cores vibrantes ajudam a focar a visão, que ainda está em desenvolvimento. Formatos, texturas e volumes variados estimulam o tato.

A repetição típica das rimas, parlendas, músicas e danças atraem a atenção e, ao mesmo tempo, acalmam.

Além disso, os livros devem conter frases simples e poucos objetos por página. Os textos devem se referir diretamente às ilustrações, para que haja uma associação mais fácil entre eles.

De 3 a 5 anos

A criança dessa idade já compreende o mundo, mas ainda é cheia de perguntas sobre tudo. Ela já conta até 10, tem um vocabulário maior e está se familiarizando com as letras.

Por isso, os livros para ela devem ter letras grandes e em caixa alta. Para que tenha foco, as informações devem ser simples e tratar de um único tema (sentimentos, animais, cores, formas).

Eles também podem estimular interações como: preencher espaços em branco, desenhar, pintar, adivinhar o que vem a seguir…

A criança também fala e expressa seus sentimentos com mais frequência. Histórias que retratam situações que fazem parte do cotidiano (como ir à escola) ajudam a estabelecer uma relação com os personagens.

Os contos de fada também são uma boa pedida. Aposte nos clássicos! Ainda assim, saiba que a criança ainda não separa o que é realidade do que é fantasia. Portanto, não dê livros que possam causar medo nela.

Obras sobre amizade e diferenças são ótimos para aprender desde cedo sobre a heterogeneidade da nossa cultura. Isso será muito útil na hora de aprender a respeitar, ter empatia, dividir e brincar com outras crianças.

De 6 a 8 anos

Nessa idade, a criança já está na escola. O espaço que a leitura ocupa em sua rotina aumenta a cada dia e, com dificuldade ou não, ela já consegue ler sozinha.

Aqui, as ilustrações ainda desempenham um papel fundamental. Mesmo assim, é recomendado que ela faça leituras que exercitam a concentração por um tempo maior. Algumas podem durar vários dias.

As histórias são divididas em capítulos, com começo, meio e fim. Uma boa pedida são as obras que ampliam o vocabulário e os conhecimentos sobre as possibilidades da língua.

Os livros também podem propor tarefas e brincadeiras, e ainda abordar os assuntos estudados na escola, como ciência, matemática e o alfabeto. Tudo de forma lúdica!

Nessa fase, a criança idealiza os heróis e rejeita os vilões. Por isso, os livros possuem cenários e personagens definidos como bons ou maus. Os finais felizes, por sua vez, proporcionam segurança e tranquilizam.

Histórias emocionantes, como as de ação e aventura fazem sucesso. Na verdade, é bem possível que a criança ache o livro sem graça se não tiver esses elementos.

Ela consegue lidar até mesmo com a violência, desde que a narrativa reforce os exemplos positivos no final.

Acima de 8 anos

A criança dessa idade já entende como funciona a vida cotidiana, expressa melhor suas opiniões e quer fazer muitas coisas sozinha. Além disso, é uma ótima questionadora sobre valores éticos e morais.

Por isso, é indicado que ela leia obras que incentivem o pensamento crítico e a reflexão sobre si mesma e o mundo. Os temas devem valorizar o convívio social, a amizade, o respeito às diferenças e a cooperação.

Assuntos como separação, rejeição e decepção ajudam a enxergar as complexidades da pré-adolescência. Os personagens são mais densos, enquanto os enredos são longos e apresentam situações a serem resolvidas.

Os protagonistas costumam ter a mesma idade ou ser um pouco mais velhos do que o leitor, que busca referências para se espelhar. Por passarem por momentos semelhantes, há uma identificação maior.

Livros de relatos históricos, ficção científica, suspense e terror são ótimos para o interesse continuado pela literatura. Sobretudo nessa fase, em que já dá para separar fantasia e realidade. Mesmo assim, observe os temas violentos.

Para quem tem mais de dez anos, as histórias podem ser mais densas, de linguagem elaborada. Estão inclusos gêneros como contos, crônicas, novelas, mitos, lendas, ficções policiais e documentários.

Escolha os melhores livros para cada faixa etária!

Se você optou por presentear com literatura, provavelmente, é por que reconhece os benefícios: desenvolvimento da inteligência cognitiva e emocional, da criatividade, do vocabulário, da linguagem etc.

Este guia facilitou a sua escolha sobre o que dar de presente neste Natal? Se ainda ficou alguma dúvida, entre em contato. Juntos, vamos selecionar os melhores livros para cada faixa etária. Será um prazer te ajudar!