A trapaça da serpente
A trapaça da serpente
R$ 39,00
Autor(es): Sandra Bittencourt Ilustrador(es): Denise Rochael
Tamanho: 21x26cm Páginas: 32 Faixa Etária: A partir de 10/11 anos ISBN: 9786586023008 Categoria: Tema: Aventura / Suspense - Reconto popular africano

Neste reconto, a autora assume a função do griot e apresenta uma narrativa que conduz o leitor pelos caminhos da África, suas histórias e seus símbolos. Quando a Jovem de Bom Coração se rende aos pedidos e ameaças da Serpente, escondendo-a dentro de si, ela não imagina como terá sua vida mudada. Sua bondade lhe traz experiências devastadoras, até que seu choro doído e triste se transforma num filete d’água, e lágrimas correntes acabam banhando os pés de um nobre Rapaz... O final surpreende e encanta.

  • Orientar os alunos numa minipesquisa sobre os griots: de onde surgiram, o que se propõem a fazer, como têm disseminado o seu trabalho e como as escolas brasileiras podem continuar a sua missão.
  • Convidar uma avó, avô, pai, mãe ou amigo (a) da escola para contar uma história que tenha suas raízes nas narrativas do povo africano.
  • Debater: como imaginar a relação entre a Jovem e seu pai? No reconto não se tem notícia da mãe da Jovem. Sugerir aos alunos que criem uma participação dela no reconto (um diálogo imaginário, a inserção de um conselho materno, uma lembrança de infância com a mãe, etc.).
  • Pedir comentários: o discurso do rapaz com a Serpente era cheio de promessas de poder, atiçando a vaidade da cobra. Por que essa estratégia deu certo? Nos tempos atuais, pode-se dizer que esse tipo de manipulação funcionaria ou não? Por quê?
  • A partir das ilustrações de outros livros de literatura africana e afrobrasileira existentes na biblioteca da escola ou pesquisadas na internet, compará-las com as deste livro feitas com tanta sensibilidade e arte pela ilustradora Denise Rochael. Observar cores, traços, temas, cercaduras e outros ornamentos comuns, por exemplo.
  • Produção de texto: propor a criação de um miniconto em que estejam presentes: a serpente e uma de suas características simbólicas, como maldade, manipulação, tentação, impureza, malícia, inteligência, esperteza, dentre outras; uma pessoa sábia; um (a) jovem, um bruxo ou bruxa e um final inesperado. O miniconto poderá ser ilustrado e depois exposto num mural ou compartilhado via internet para que todos o leiam.