O dia de ver o meu pai
O dia de ver o meu pai
R$ 38,50
Tamanho: 19 x 25 cm Páginas: 32 Faixa Etária: a partir de 8/9 anos ISBN: 9788532908179 Categoria: Tema: Conflitos/problemas cotidianos / Família/questões familiares/ Relações sociais/comportamento/ Realismo cotidiano

O livro narra a história do menino Fabiano que se depara com a separação dos pais. O menino descreve os encontros com o pai nos fins de semana, os diálogos com a mãe, que tenta explicar de maneira compreensível algo tão complexo para o entendimento infantil.
A autora, com sensibilidade e talento, não busca fornecer receitas, e em nenhum momento derrapa na pieguice ou na autopiedade. Pelo contrário, desenvolve bem um tema delicado e muito atual, daí a contemporaneidade de sua obra.

  • Conversar sobre o título do livro e encaminhar perguntas para que os alunos falem sobre o tema tratado: na sociedade atual, no meio familiar, na escola, incluindo aqui as questões relacionadas ao bullying vivenciado pelo narrador-personagem.
  • Sugerir uma roda de conversas sobre canções conhecidas no início da infância e possivelmente ainda lembradas pelos alunos. Na oportunidade, cantar “A machadinha” (ver p. 30).
  • Pedir opiniões sobre a frase: “O problema é que, às vezes, as pessoas mentem(...) Minha mãe, por exemplo. Ela mente pra mim”(p. 8). Verificar a analogia ou não com a questão das escolhas que, geralmente, precisamos fazer (rever p.21).
  • Orientar os alunos numa minipesquisa sobre o livro Vidas secas, de Graciliano Ramos, citado na obra. Comentar a ausência dos nomes dos filhos de Fabiano, o nome atribuído à cachorrinha, e falar um pouco sobre outra autora citada Rachel de Queiroz.
  • Pedir comentários sobre as ilustrações, remetendo-os à frase: “(...) olhando as paredes azuis do meu quarto” (p. 21); “– Você não acha que é azul demais?” (p. 25). Como se lê na biografia dos ilustradores, pedir que os alunos procurem quais são os desenhos do Rogério e os do filho Pedro.