Clube da cova
Clube da cova
R$ 38,50
Autor(es): Luís Dill
Tamanho: 16cm x 23cm Páginas: 100 Faixa Etária: a partir de 12/13 anos ISBN: 9788532907813 Categoria: Tema: Adolescência; Amor/Amizade; Aventura/Suspense / Mistério; Conflitos/Problemas Cotidianos; Emoções/Convivência/Sentimentos; Família/Questões Familiares

Os moradores da pacata cidade de Rio Vermelho, desacostumados à violência, nunca poderiam imaginar os acontecimentos que entrariam para a história daquele lugar. Nem mesmo as quatro inseparáveis amigas ou o destemido Neumar... Narrativas paralelas se entrelaçam e envolvem o leitor nos delicados e conflitantes sentimentos que o grupo de adolescentes experimenta diante da mentira, do crime e da morte.

  • Conversar sobre as histórias de aventuras e de suspense, comuns nas séries da tevê. Elas vão da simples trama urdida sobre a descoberta de algo estranho até intrigas complexas com mistérios intrincados, suspense, cenas de medo, violência e morte. Pedir que a turma identifique esses aspectos, comentando partes do enredo.
  • A linguagem usada no texto, muitas vezes, revela particularidades do registro linguístico e dos hábitos do povo gaúcho. Pedir que os alunos falem sobre as particularidades percebidas durante a leitura.
  • Também se nota o uso de figuras de linguagem ou de estilo, como: a comparação, a metáfora, a ironia, a personificação, entre outras. Pedir comentários sobre: “...mais um ou dois assaltos e vocês pegam o espírito do negócio”(p.10); ”...portões velhos e mordidos pela ferrugem”(p.13); “As sombras começavam a se espichar como se estivessem se espreguiçando...” (p.21); ...” para o quintal, onde a bicicleta dormia”(p.26).
  • Debater: o mau pressentimento, o azar e a superstição: acreditar ou não?
  • Reler o 2º parágrafo da p. 42 e discutir a questão do gosto pela leitura.
  • Produção de texto (títulos à escolha): Será que eu falo grego?; Um vampiro viciado em televisão; Um aniversário que (não) deixou saudade.