Países que falam português: você sabe quais são?

Os países que falam português estão espalhados por todo o planeta. Além disso, a língua está presente em algumas províncias. No post de hoje, você vai conhecer um pouquinho sobre cada um desses locais.

Com quase 300 milhões de falantes, a nossa língua é a quinta maior do mundo. Claro, há algumas diferenças aqui e ali na pronúncia e na escrita de alguns “factos”, “fenómenos” e “quotidianos”.

Antes de prosseguir, será que você saberia me dizer o nome de uma dessas nações? Sem contar Brasil e Portugal, obviamente. Ah, esquece! Você já rolou a tela um pouquinho para baixo, não foi? Tudo bem, vamos começar!

1. Angola

Depois do Brasil, é o país com maior número de pessoas que falam português. No entanto, o sotaque angolano é bem diferente, tanto do falado em Portugal como no Brasil.

Por exemplo, muitas palavras que aqui têm o som mais aberto (troféu) são mais fechadas em Angola (trofêu). Além disso, a língua é muito influenciada pelos dialetos africanos. Por isso, ela costuma ser mais cantada e arrastada.

O padrão ortográfico angolano segue o de Portugal. Embora a variação local da língua tenha sido reconhecida, sua identificação continua em estudo.

2. Brasil

Já ouviu falar nesse país? Emoji piscando Desde 1945, passaram a existir duas normas ortográficas para o português: o brasileiro e o do restante dos países lusófonos. Uma diferença que se destaca é a ausência do “C” mudo.

A influência do tupi está presente em sufixos como “–açu” (grande) e “–mirim” (pequeno). Há também a contribuição dos ameríndios, que viviam por aqui antes da chegada dos portugueses, e dos escravos africanos.

Os dialetos de São Paulo e Rio de Janeiro têm maior exposição nacional, uma vez que esses são os maiores centros econômicos e midiáticos do país. Além disso, há os neologismos e gírias característicos de cada região.

3. Cabo Verde

A fonética do português de Cabo Verde é bastante próxima da utilizada em Portugal. Por lá, o crioulo ainda é a língua materna de quase toda a população. No entanto, o português é a língua oficial. Confuso?

Isso quer dizer que o crioulo é usado coloquialmente no dia a dia das pessoas. O português, por outro lado, é usado em solenidades, no ensino e nos meios de comunicação social.

4. Estado da Índia

Essa área, também conhecida como Índia Portuguesa, não existe mais oficialmente. Mesmo assim, anda há pessoas que falam português nas regiões de Goa, Damão e Diu.

A língua oficial era o português nesse conjunto de cidades portuárias e fortalezas que ficavam instaladas na costa africana e asiática. Desde 1961, a região passou a fazer parte da Índia.

5. Guiné-Bissau

Cerca de 15% da população guineense fala português. Infelizmente, essa porcentagem tem diminuído, principalmente devido à migração.

Por lá, existe uma comunidade grande de pessoas de Senegal e Guiné, países que têm o francês como língua oficial. No entanto, na zona central e comercial de Bissau, capital do país, o português prevalece.

6. Guiné Equatorial

O francês e o espanhol receberam reconhecimento simultaneamente como línguas oficiais do país. Desde 2010, o português também foi oficializado.

O objetivo foi difundir o ensino da língua, para formação profissional e acolhimento dos estudantes nos países que falam português.

Com isso, o governo local firmou o compromisso de promover o ensino do português nas escolas primárias. Também foi aprovada a criação de um centro de estudos multidisciplinares de expressão portuguesa.

7. Macau

Já imaginou andar por ruas chinesas e, a sua volta, perceber que há pessoas falando português? Pelas ruas de Macau, também é comum se deparar com placas escritas em duas línguas.

Saiba que, junto do cantonês, o português é a língua co-oficial da região, que foi colonizada e administrada por Portugal durante mais de 400 anos. Desde 1999, tornou-se uma das regiões administrativas especiais da China.

8. Moçambique

A fonologia do português de Moçambique se parece bastante com a do Brasil. Antes da independência do país, havia uma intenção de que os moçambicanos, a longo prazo, se tornassem portugueses.

Para que assimilassem a cultura, tudo deveria ser escrito somente em português. Atualmente, o português é a única língua oficial de Moçambique, mas ainda é um idioma secundário para a maioria dos habitantes.

O português é o único idioma usado entre autoridades, tribunais, polícias, forças armadas e demais instituições estatais. O mesmo ocorre em todas as publicações, além da TV e das legendas dos filmes.

9. Portugal

Embora esteja correta, a expressão “português de Portugal” pode parecer redundante. Pois saiba também há as opções “português europeu”, ou ainda “português lusitano”.

Além de Portugal, o dialeto possui falantes em comunidades espalhadas pelo mundo. Ele é derivado do latim vulgar, introduzido no oeste da Península Ibérica há cerca de 2 mil anos.

No português lusitano, é comum encontrar acentos agudos em algumas palavras que, no Brasil, possuem circunflexos (económico). Além disso, o gerúndio é amplamente utilizado (Ele está a fazer o trabalho).

10. São Tomé e Príncipe

O português é falado por quase toda a população de São Tomé e Príncipe, de uma maneira muito parecida com a do Brasil. O dialeto contém muitas características arcaicas no vocabulário, pronúncia, gramática e sintaxe.

Antigamente, as classes economicamente mais elevadas usavam esse dialeto. Hoje em dia, ele tem se restringido mais às classes média e baixa, enquanto os mais ricos têm um padrão mais similar ao de Portugal.

11. Timor-Leste

A Indonésia comandou o território e proibiu o uso de português entre 1975 e 2002. Com isso, toda uma geração de timorenses cresceu e foi educada em indonésio, um idioma que antes era desconhecido na região.

Assim, o português sobreviveu como língua de resistência e, aos poucos recupera sua relevância. Atualmente, cerca de 30% dos timorenses falam português.

Ainda há influências de línguas nativas da região, como o tétum. Além disso, há resquícios do contato com povos vizinhos, como os malaios, chineses, japoneses e crioulos.

Por uma unidade entre os países que falam português

Você sabia que existe até mesmo uma organização diplomática entre os países que falam português? Estou falando da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), criada em 1996.

A CPLP visa descentralizar o diálogo cultural, além de defender e promover a nossa língua. Com esse objetivo, os Ministérios da Educação das nações lusófonas se reúnem, no mínimo uma vez a cada dois anos.

Então, já sabe: suponhamos que você precise sair daqui para passar um tempo em um país lááá na África. Dependendo de que lugar estamos falando, você conseguiria “trocar uma ideia com o pessoal, de boa”.

Surpreendentes as particularidades de cada um dos países que falam português, não é mesmo? Para outros temas interessantes como esse, visite sempre o nosso site. Aqui tem conteúdo novo todos os dias!