Pais que estão perto ou longe. Veja 5 livros para eles

Está chegando o dia de uma das maiores fontes de inspiração em nossas vidas. Eles são exemplo de força e apoio aos filhos. Neste domingo, 8 de agosto, comemoramos o Dia dos Pais!

Pense na data como uma forma de agradecer por tudo o que foi feito até aqui. Também é uma boa oportunidade para fazer as pazes depois de uma briga boba (a maioria delas é).

Que tal se, neste ano, você surpreendesse com um presente diferente? A história de um livro pode simbolizar vários modelos de relacionamento. Afinal, a homenagem é para qualquer pessoa que desempenhe um papel paterno.

Homem velho e menino, com o dizer "filho". Página 30 do livro Finóquio imagem ilustrativa texto pais.

1. Para aqueles que protegem e salvam

Quem nunca passou por uma enrascada e precisou que o pai aparecesse para salvar? Tem vezes em que os problemas são resolvidos como se fosse uma espécie de magia, não é mesmo?

Por meio de imagens, Finóquio conta a história de um boneco de madeira, criado por um velho marceneiro. Acidentalmente, ele aciona uma serra elétrica, mas é salvo pelo marceneiro, seu “pai”.

2. Pais que estão sempre presentes

A relação cotidiana entre pais e filhos é cheia de altos e baixos. Faz parte da vida. Se você quer um livro que fale sobre o dia a dia de pessoas de gerações diferentes, precisa conhecer De filho para pai.

Com uma narrativa poética, o livro retrata as brincadeiras, traquinagens, amizades e invencionices. Por outro lado, também fala das tristezas, briguinhas, silêncios e novas descobertas.

3. Pais que não veem os filhos todos os dias

Filhos que vivem afastados dos pais são parte de uma realidade recorrente e, muitas vezes, isso é algo complexo para as crianças entenderem. A verdade é que não existe “receita de bolo” para lidar com a separação.

Pai segurando a mão do filho. Página 3 do livro O dia de ver meu pai. Imagem ilustrativa texto pais.

O dia de ver meu pai descreve como são os encontros de fim de semana e como são os diálogos com a mãe. O livro consegue o feito de abordar o tema com delicadeza, mas sem cair na pieguice ou na autopiedade.

4. Pais que moram em casas diferentes

Pai para um lado, mãe para o outro. No entanto, o amor é um só. Mesmo depois de uma separação, o relacionamento saudável é fundamental. Em forma de poesia, Duas casas aborda as mudanças que a vida dividida traz.

Essa é uma história sobre separação dos pais e como isso afeta dois irmãos. Com o tempo, os filhos aprendem a amarrar os elementos que unem a casa da mãe e a casa do pai. É isso que facilita a adaptação à nova realidade.

5. A importância do diálogo entre filhos e pais

O pai que lia pensamentos trata disso mesmo que está no nome do livro. Note que o título diz “lia” e não “lê”. Quando o filho dessa história era pequeno, o pai sempre sabia o que ele queria, como tinha se machucado etc.

O tempo passa e o menino cresce, sem que o pai perceba que está perdendo seu “poder”. O filho não quer presentes caros, mas sim a presença. Depois que ele abre seu coração, o pai percebe o valor do diálogo e da convivência.

Confira outras dicas de livros

Muitos meninos crescem querendo ser alguém tão grandioso e humano quanto seus pais são. Já as filhas que têm uma relação próxima com seus pais buscam a mesma personalidade afetuosa na pessoa por quem se apaixonam.

Há aqueles que se afastam dos pais em certa fase do amadurecimento. No entanto, quando se tornam adultos, muitos filhos voltam a reconhecer a sabedoria que só os pais têm.

Aqui, você teve algumas dicas para presentear os pais. Ou, quem sabe, inspirar você, que é filho ou filha. Para mais sugestões, entre em contato. Quem sabe alguma delas não é ainda melhor para o seu caso?