Fatos históricos e ficção se misturam nesses 15 livros

Os acontecimentos reais, por si só, já são bem fascinantes, você concorda? Ainda assim, juntar fatos históricos e ficção em uma narrativa é capaz de torná-la mais imersiva. E o leitor ainda aprende um pouco!Emoji piscando

Por que estou falando disso? Ah, sim! É porque 19 de agosto é Dia do Historiador.

Assim, você verá aqui alguns livros em que os acontecimentos reais são pano de fundo para contar uma boa história. Em outros, as vidas de personalidades e fatos do mundo real são contados na forma de ficção.

Além das 15 obras, eu acrescentei alguns didáticos e paradidáticos sobre Minas Gerais, Vale do Aço, Belo Horizonte e Região Metropolitana. Afinal, todas essas regiões têm trajetórias surpreendentes e inspiradoras!

1. Tomás Antônio Gonzaga e sua paixão

O poeta, um dos principais do arcadismo, baseou-se em um amor que ele mesmo viveu para escrever sua obra mais emblemática. A barca dos amantes conta como foi essa história da paixão entre Marília e Dirceu.

2. Declaração Direitos da Criança, um documento histórico

Vários povos, de diversas épocas, dando as mãos. A criança e seus direitos, páginas 23 e 24. Imagem ilustrativa texto fatos históricos e ficção.

Uma versão do documento de 1959 pode ser vista em A criança e seus direitos. Cada um dos 10 artigos é ilustrado por um artista. Além disso, o livro conta com a Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948.

3. História dos dinossauros

Um velho índio se deixa levar por lembranças de cenas perdidas em um tempo de não se sabe quando. A lenda dos dinossauros revive essas histórias por meio de recordações povoadas de mistério, exuberância e grandeza.

4. Ouro Preto como pano de fundo para uma história

Fatos históricos e ficção podem se misturar de uma forma bem divertida. Você duvida? Então conheça A velhota cambalhota. O texto fala sobre uma senhora que vira o direito pelo avesso, escandalizando toda Ouro Preto.

5. Brasília também pode ser bem divertida

Você sabe como foi a construção da capital do Brasil? Brasília de A a Z mistura fatos históricos e ficção através dos olhos de um taxista, um pai e um filho. Veja como a cidade é palco para vários personagens, casos e curiosidades.

6. Cinema, história da imagem em movimento

Quem não é apaixonado por cinema? E a luz se fez… conta como os irmãos Lumière criaram o cinematógrafo. A máquina tornou possível ao homem brincar de ser Deus ao se eternizar em imagens em movimento.

7. Professor que tem a História como vocação

Não podemos nos esquecer do profissional que ensina História aos nossos jovens diariamente. Histórias de um professor de História traz um texto com amor, medo, alegria, dúvidas, poesia, mistério e, claro, muita informação.

Escravas acorrentadas. Página 22 do livro Honorina. Imagem ilustrativa texto fatos históricos e ficção.

8. Escravidão, parte sofrida da história

Não se sabe quantos nem quem eram os escravizados. Em Honorina, conhecemos um pouco sobre a trilha do ouro. Felizmente, a oralidade cuidou de trazer até nós a vida de pessoas que nunca tiveram suas biografias escritas.

9. Arqueologia para resgatar a história

O que adolescentes do século XXI têm em comum com frei Brás e o escravo Akin, ambos do século XVIII? Iluminuras conta com fatos históricos e ficção, além de saltos constantes entre o passado e o presente.

10. Paleontologia para entender o descobrimento do Brasil

Quer um livro que mescla fatos históricos e ficção, passado e presente, de forma poética? Meninos da planície é o exercício da imaginação sobre como foi a vida de duas crianças da época dos primeiros habitantes do país.

11. Aleijadinho, um dos maiores da arte barroca

Em Mestre Lisboa, acontecimentos reais se misturam à tradição oral para retratar episódios emocionantes da vida do grande escultor da arte sacra. A narrativa é pontuada por fatos ligados ao preconceito e à escravidão.

12. Freud, pai da psicanálise

A capacidade para explicar os mistérios do nosso mundo interior fizeram com que Sigmund Freud fosse considerado o maior pensador contemporâneo. O coração escuta pela boca mergulha na história e evolução da psicanálise.

13. Revolução da arquitetura com Antoni Gaudí

Na história, temos vários exemplos inspiradores de superação. O sonho concreto conta a trajetória de um menino vitimado por reumatismo nas pernas. Já adulto, tornou-se um dos arquitetos mais revolucionários da humanidade.

Coco Chanel atrás da cortina, com mala no chão e globo terrestre. Página 38 do livro Pontinho por pontinho. Imagem ilustrativa texto fatos históricos e ficção.

14. Classe e elegância de Coco Chanel

Pontinho por pontinho fala de uma das mulheres mais destemidas e provocadoras da história. A estilista passou grande parte da juventude em orfanatos. Tudo mudou aos dezoito anos, ao trabalhar como vendedora.

15. História afro-brasileira

Texturaafro reúne poemas que abordam temas da consciência afro-brasileira. Entre eles, origem, congado, Chico Rei e Zumbi. No livro, a consciência política e racial se junta a uma linha inventiva de descobertas formais.

Histórias para aprender História

Tá achando que eu me esqueci? Nananinanão! Antes de me despedir, confira alguns livros que podem ser usados para estudar História um pouco mais a fundo, porém, com leveza.

BH e Região Metropolitana: ontem e hoje é um resumo da história de Belo Horizonte e dos 33 municípios em torno da capital. Em poesias, reportagens, fotos, pinturas, mapas etc., você verá como a região é rica culturalmente.

História de Belo Horizonte apresenta a capital mineira para alunos do ensino fundamental. O livro conta a história do local desde que era fazenda, passando por povoado e arraial, até se tornar uma das maiores metrópoles do Brasil.

História da Região Metropolitana do Vale do Aço também é destinada ao ensino fundamental. O livro convida os alunos a refletirem sobre como é viver na região, uma das maiores de Minas. Vem com caderno de atividades.

História de Minas Gerais sintetiza a trajetória do Estado, desde que foi ocupado até a atualidade. Destacam-se os aspectos políticos, econômicos, sociais, culturais e do cotidiano que projetaram Minas Gerais no cenário nacional.

Algumas narrativas são tão bem construídas que fica difícil separar fatos históricos e ficção. Interessou-se por algum título ou quer mais sugestões? Entre em contato e saiba quais livros infantojuvenis você precisa conhecer!