Editoras distribuídas pelo Grupo Lê: você sabe quais são?

Bem, você já sabe que aqui temos algumas das melhores editoras do segmento infantojuvenil brasileiro: Lê, Compor e Abacatte. No entanto, você sabia que há outras editoras distribuídas pelo Grupo Lê?

Todas têm o nome firmado no setor, publicando de apostas no mercado a obras consagradas. Várias dessas editoras ainda possuem alguns selos, e aqui você terá uma visão geral deles.

Com a chegada da Physalis e da Telos, agora são 22 editoras distribuídas pelo Grupo Lê. Então, não percamos tempo, pois você já viu que são muitas. Vamos começar por aquelas que publicam os nossos livros.

Abacatte

O primeiro passo para a formação intelectual, da cidadania e do desenvolvimento emocional consiste em estimular desde cedo o prazer de ler. É dessa convicção que nasceu a Abacatte.

A editora oferece uma diversidade de temas, cores, formas, traços e estilos. Dentro dela, há ainda a subdivisão A Semente, um selo para obras destinadas à primeira infância.

Alguns destaques são Três é demais, Leila, Margarida, Amigos, Paz, A cidade dos corações de corda, Onde a Palavra abre os olhos e Reconexão.

Compor

Criança é gente séria. Gosta do bom e do melhor. Daí a importância de se criar nelas o gosto pela leitura.

Os livros da Compor servem para uso em sala de aula, para a biblioteca da escola e para levar para casa. Eles se destacam por serem leves, saudáveis e de excelente qualidade.

Capa do livro A Bonequinha Preta.

Seu catálogo é dividido em: pré-leitor, leitor iniciante, leitor em processo, leitor fluente e leitor crítico. Entre os livros estão Honorina, Ela nasceu Clarice, Pocotó, Disque poesia, Varinha de imaginar e Cada um no seu lugar.

A cada lançamento, a editora se firma como um dos expoentes nacionais na literatura destinada ao público infantojuvenil. Aqui, destacam-se a qualidade dos textos, as ilustrações e a apresentação gráfica.

Assim, o trabalho da Lê é focado na produção de livros que se identifiquem com o prazer proporcionado pela leitura. A editora acredita que é isso que forma leitores críticos e independentes.

Alguns destaques são A trapaça da serpente e A filha do alquimista, além de clássicos como A Bonequinha Preta. Agora, conheça as nossas editoras distribuídas.

Alto Astral

O selo Astral Cultural possui mais de 165 títulos no catálogo, dos quais foram vendidos mais de 3 milhões de exemplares. Com isso, a editora está sempre figurando nas listas de mais vendidos do Brasil.

Os mais diversos tipos de literatura estão inclusos: biografias, sick-lit, crônicas, romances, infantis, produções de influenciadores digitais, autoajuda e negócios.

Fazem parte do catálogo Feminismo pra quem?, Poderosa liberdade e Todas as suas faces. No entanto, os livros mais vendidos são os que levam nomes de youtubers, como Luluca, Painzeiro, BaixaMemoria e AuthenticGames.

Arquipélago

“Leia o mundo com outros olhos” – esse é o slogan seguido pela Arquipélago. Afinal, a editora entende o livro como uma lente que permite ver o mundo pelos olhos do outro.

Suas obras são questionadoras, sensíveis e engajadas. Os títulos visam aproximar autores e leitores em encontros únicos, cheio de descobertas, ideias e emoções.

Em outras palavras, são novos olhares em um arquipélago de pontos de vista. Entre seus títulos estão Certos homens, Dias de luta, Asa de sereia, A fada sem cabeça e Na barriga do lobo, além de livros de Eliane Brum.

BesouroBox

Livros, cafezinho e amizade formam a tríade na qual a BesouroBox baseia seu trabalho. Assim como outras de nossas editoras distribuídas, a proposta aqui é oportunizar a leitura, o sonho e o desenvolvimento humano.

Com asas de um improvável voo, a editora desafia a gravidade de escrever e fazer livros em um país de raros leitores.

Entre os autores mais lidos estão João Pedro Roriz, Antônio Schimeneck, Christian David, Rosana Rios, Tabajara Ruas e Juares Souza.

Capa do livro Sementes de cabanas encantadas. Imagem ilustrativa texto editoras distribuídas.

Biruta

A proposta da editora é oferecer, de maneira lúdica, os melhores textos, ilustrações criativas e projetos gráficos instigantes. O selo Gaivota busca aproximar crianças e jovens de temas distantes de seu cotidiano.

A Biruta já recebeu prêmios da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) e o Jabuti. Ela também consta em catálogos internacionais e foi selecionada pelo Programa Nacional de Bibliotecas Escolares (PNBE).

Fazem parte do catálogo: Era uma vez uma televisão, Alice viaja nas histórias, Por quê?, Sementes de cabanas encantadas, Pode levar! e Caixinha de guardar o tempo.

Boitempo

Editora especializada em obras direcionadas ao pensamento crítico. Seu catálogo é consistente e reconhecido no setor por sua qualidade e clareza de opções editoriais.

Os livros da Boitempo abrangem várias áreas das ciências humanas, como economia, política, história e cultura. A editora já publicou obras dos pensadores mais influentes do Brasil e do mundo.

Muitos delas se tornaram referência em centros de ensino e pesquisa. Entre os destaques estão os livros de Patricia Hill Collins, Vladímir Ilitch Lênin e Angela Davis, além de obras a respeito e escritas por Karl Marx.

Brinque-Book

A leitura infantil é uma grande aventura. É pensando assim que a Brinque-Book realiza um trabalho conceituado, respeitado por pais e professores que buscam literatura de qualidade.

Seus livros divertem e incentivam a reflexão, o desenvolvimento das próprias ideias, as asas à imaginação e o crescimento. O selo Escarlate é voltado ao público juvenil e traz grandes histórias, personagens bem construídos, enredos fantásticos e muita diversão.

Aqui, destacam-se Gildo, O Grúfalo, O Gato Xadrez, Até as princesas soltam pum, O que tem dentro da sua fralda? e Carona na vassoura.

Caixote

A editora publica livros impressos e digitais que (se) importam. Afinal, a Caixote, assim como todas as nossas editoras distribuídas, acredita na importância da literatura para o universo da infância e para a sociedade.

Dentro da editora, há também um selo dedicado ao público jovem: o.Tal (“Por trás dessas lentes tem um livro legal’). Trata-se de livros ilustrados para todas as idades.

Capa do livro A cadeira maluca do Samuca. Imagem ilustrativa texto editoras distribuídas.

Além das publicações físicas, destacam-se os livros em forma de app. Vale a pena conferir Amor, o coelho, Homem-bicho bicho-homem, Amal, Milágrimas, O pai da mãe e O menino que virou chuva.

Elementar

Leituras instigantes e prazerosas estimulam a imaginação e o lúdico. Isso ajuda a desenvolver a criatividade e o espírito crítico dos leitores.

É pensando nisso que os livros do Grupo Editorial Elementar buscam aguçar e provocar a reflexão. Além disso, eles despertam e ampliam a visão do mundo em que vivemos.

O grupo é dividido em Elementar, Canguru e Foca no Livro. Fazem parte de seu catálogo Gotinhas no mundo, A fada emburrada, A cadeira maluca do Samuca, O carrinho movido a carrinho e A bicicleta voadora.

Kapulana

Um das propostas da editora é ampliar e apresentar as diversas linguagens literárias aos brasileiros. Por isso, ela divulga obras de autores de Moçambique, Angola, Nigéria, Portugal, Quênia e Zimbábue.

O foco da Kapulana está em autores e obras que tratem de questões que estão à margem do tratado nas mídias e no mercado editorial.

Assim, seus títulos apresentam as múltiplas identidades e os principais pilares da inclusão social: raça, gênero, mulher, deficientes, refugiados etc. Alguns deles são O bebê é meu, Quatro histórias e A boca do muro.

Lote 42

Livros que exploram as possibilidades da linguagem, questionam o status quo e têm abordagens criativas frente à vida contemporânea.

O catálogo da Lote 42 transita por gêneros como ficção, não ficção, quadrinhos e poesia. Em cada título, o design gráfico tem um papel fundamental como elemento narrativo, acrescentando novas camadas de interpretações à obra.

Confira e se surpreenda: Nove meses, A mão do pintor, Modo avião, Videogame, a evolução da arte, Bernice corta o cabelo, Bagagem e Manual de sobrevivência dos tímidos.

Malê

Essa é uma editora que busca colaborar com a ampliação da diversidade do mercado editorial brasileiro. O objetivo é dar visibilidade e assessoramento editorial para autores talentosos, mas pouco conhecidos.

Além disso, a Malê valoriza a arte dessas pessoas com publicações de design, produção gráfica e impressão de qualidade. Dessa forma, a editora promove a diversidade, a representatividade e o empoderamento.

Alguns destaques são Insubmissas lágrimas de mulheres, Ashanti: nossa pretinha, Black bazar e Olhos de azeviche. A editora também publica livros a respeito e escritos por Machado de Assis.

Capa do livro O menino invisível. Imagem ilustrativa texto editoras distribuídas.

Peirópolis

Essa é uma editora que visa contribuir com a construção de um mundo mais solidário, justo e harmônico. Uma das formas de se alcançar isso é por meio da literatura.

Os livros são capazes de transformar o indivíduo. Por isso, a Peirópolis aposta em obras que ofereçam novas perspectivas para a compreensão do ser humano e seu papel no planeta.

Os destaques vão para Álbum de família, Brinquedos do chão, Bichos poéticos e O menino invisível, além de todas as obras de Henriqueta Lisboa.

Physalis

Na escola, se formam leitores para toda a vida. Lá também é ninho de homens e mulheres comprometidos com os outros e com o mundo. Por isso, é na escola o foco da Physalis, uma das novas editoras distribuídas pelo Grupo Lê.

O objetivo é publicar bons autores que escrevem para a infância e a juventude, além de livros que inspirem a atividade educativa. O selo Trigais é destinado a obras literárias de um modo geral.

Entre os livros da editora estão: O gato maluquinho, Vaivém, Um menino esquisito, Vida de adotivo: a adoção do ponto de vista dos filhos e Histórias de (não) era uma vez.

Planeta

Esse é o braço brasileiro do Grupo Planeta, um dos dez maiores conglomerados editoriais do mundo. No Brasil, o grupo também figura entre os principais nomes do setor.

São mais de 1.500 livros publicados, com 100 títulos novos anualmente. Seus selos são Academia, Crítica, Essência, Outro Planeta, Planeta, Planeta Estratégia, Pórtico e Tusquets.

A Planeta acredita nos livros. Entre seus autores estão Leandro Karnal, Mario Sérgio Cortella, Tiago Brunet, Rupi Kaur, Pe. Fábio de Melo, Gabriel Dearo e Manu Digilio.

Projeto

Crianças e livros: é essa combinação que tem impulsionado o trabalho da Projeto, que já tem quase três décadas de vida. Primeiramente, veio a Escola Projeto e, mais tarde, surgiu a editora.

A escola não existe mais, porém, até hoje, o trabalho realizado naquela época inspira os livros publicados. Além da literatura infantojuvenil, a editora possui no catálogo publicações na área da educação.

Capa do livro Trono de vidro. Imagem ilustrativa texto editoras distribuídas.

Seu slogan é “ler é para cima”. São da editora publicações como Diário de um guri, Do alto do meu chapéu, Nem pensar, Insônia, Aurora e A raça perfeita.

Record

Atualmente, o Grupo Editorial Record conta com mais de 15 marcas de renome no setor literário. Em conjunto, elas somam, aproximadamente, seis mil obras.

Além disso, cerca de 30 novos títulos são lançados mensalmente. Isso torna o grupo em um dos maiores conglomerados editoriais da América Latina, com o maior catálogo no segmento dos não-didáticos.

Entre eles: O sol é para todos, O poder do subconsciente, O mito da beleza, Justiça, O milagre da manhã, Cem anos de solidão e Trono de vidro.

Telos

Os autores e ilustradores infantojuvenis transformam textos e desenhos em verdadeiras obras de arte. Por isso, a Telos tem o compromisso de levar o mundo de imaginação e criatividade a todos os seus leitores.

Essa é outra de nossas novas editoras distribuídas. Há ainda os livros em inglês e espanhol, além de obras acadêmicas nas áreas das ciências humanas.

São destaques: Para contar na cama, De cabeça para baixo, João pede feijão, Nhac!, De que cor são os beijos? e a série Diário de uma garota como você.

Trioleca

Trata-se de uma casa dedicada à publicação de obras que despertem o gosto pela leitura. Isso não inclui apenas crianças e jovens, mas todas as idades.

Suas narrativas estimulam a viagem pelo mundo das letras, da imaginação, da fantasia, do mistério e do conhecimento. Ou seja, a Trioleca publica livros para encantar, fazer voar e ir além.

São da editora: Proibido aos elefantes, A grande assembleia dos bichos pestilentos e peçonhentos, O caminho de Marwan e Meu reino por um chocolate.

Veneta

Essa é uma editora focada em quadrinhos autorais, cultura pop, ativismo e ciências humanas. A Veneta á ganhou o prêmio de editora do ano pela HQ Mix e teve diversas obras originais lançadas internacionalmente.

Em seu catálogo, é possível encontrar nomes de autores renomados: Marcello Quintanilha, Alan Moore, Robert Crumb, Marcelo D’Salete, Sirlene Barbosa, Cynthia Bonacossa, Osamu Tezuka, Alejandro Jodorowsky etc.

Destacam-se Discurso sobre o colonialismo, Angola Janga, Cumbe, Berlim, Insurgência viral, Contágio social e Armadilha da identidade.

Ufa! É grande a variedade de editoras distribuídas pelo Grupo Lê, não é verdade? Se você tem interesse em conhecer melhor sobre os títulos de qualquer uma delas para sua escola ou cidade, entre em contato conosco!